Bem-vindo(a)!

Exponho aqui um pouco daquilo que tem a ver com a minha produção diária. Cada publicação, uma novidade: poesias, notícias, pensamentos, reportagens…

No corpo, na alma e no coração RSS

Redação escrita por mim no vestibular da Faculdade Câmara Cascudo*

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Artigos | 22/06/2005 às 0:39

19 de junho de 2005

O Governo Lula é resultado de uma longa trajetória em defesa do patrimônio público, contra as privatizações, pelo desenvolvimento sócio-econômico do Brasil, pelo uso legal do erário estatal e pela ética na política. Por esse perfil, a sociedade (em nome de aproximadamente 52 milhões de brasileiros) depositou na atual administração federal esperanças, sonhos e desejos de “um outro país possível”.

Atualmente, após pouco mais de 2 anos de governo, diferente do que aconteceu na era FHC, Lula vem mantendo uma ação influente no panorama internacional, índices bastante satisfatórios na economia, conseguiu alcançar um dos maiores PIB da história, realiza o maior programa social já desenvolvido no Brasil – o Bolsa Família – e, assim, sempre é apontado como o vencedor do processo sucessório presidencial 2006 contra qualquer outro candidato. Tudo isso, somado ao caráter de “Oposição venezuelana” – golpista -, principalmente, de partidos como o PSDB e o PFL despertou a ira dos setores conservadores e fez chegar às manchetes dos principais veículos de comunicação do país denúncias sobre grandiosos esquemas de corrupção envolvendo o Governo Federal e o PT hora sem provas.

É preciso, portanto, analisarmos bem cada fato novo noticiado, visto que, muitos foram desmentidos inclusive pelas supostas fontes e punir sobre o rigor da justiça todos que venham ser culpados. Como também, faz bem lembrar que, dentre vários outros momentos de parcialidade, a imprensa levou Getúlio Vargas ao suicídio, baseada em nada, e quase impediu a posse de João Goulart, baseada em nada. Agora não podemos deixar que ela interrompa a democracia abrindo portas para um verdadeiro “Golpe Branco”.

*Alguns trechos foram extraídos de discursos ou artigos publicados nas últimas semanas.


Tópicos Relacionados

Escreva um comentário