Bem-vindo(a)!

Exponho aqui um pouco daquilo que tem a ver com a minha produção diária. Cada publicação, uma novidade: poesias, notícias, pensamentos, reportagens…

No corpo, na alma e no coração RSS

Cuba integra oficialmente o Grupo do Rio

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Notícias, Política | 17/12/2008 às 3:01

Reunido extraordinariamente no início da noite de ontem (16), o Grupo do Rio oficializou a entrada de Cuba no Grupo. Essa inserção havia sido aprovada em reunião ministerial no México, no dia 13 de novembro. Desde que foi expulsa da Organização dos Estados Americanos (OEA) em 1962, por força dos EUA e sob a alegação de que Cuba era socialista, a maior ilha do Caribe não integra organismos multilaterais regionais.

“Não sei o que pensarão vocês, mas para nós é um momento transcendental de nossa história. Em um rápido filme na minha cabeça passam centenas de cenas diferentes, milhares de rostos de companheiros que não estão mais nessa luta”, disse o presidente cubano, Raúl Castro. Em retrospecto histórico da Revolução, ele ainda enfatizou o sofrimento do povo cubano com a perseguição e o embargo econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos há quase 50 anos.

Para Lula, “a mudança extraordinária do perfil político e ideológico que aconteceu nos últimos oito anos na América Latina fez culminar nessa pequena reparação aos companheiros de Cuba, trazê-los primeiro ao Grupo do Rio, para depois levá-los para muito mais longe, junto com os latino-caribenhos”.

Grupo do Rio

Estabelecido no Rio de Janeiro em 1986, por meio da Declaração do Rio de Janeiro, o Grupo do Rio constitui canal para a diplomacia presidencial entre os Estados membros e foro para concertação de posições latino-americanas e caribenhas em questões regionais e internacionais. Surgiu como instrumento para a consolidação da democracia e a prática da concertação política, as quais, juntamente com a busca do desenvolvimento econômico e da justiça social e a conformação de uma visão regional comum permanecem como eixos prioritários de ação dos integrantes do Mecanismo. Funciona com base em reuniões de cúpulas anuais e suas decisões são adotadas por consenso.

Com o ingresso de Cuba, o grupo passa a contar com 19 países latino-americanos mais a Comunidade do Caribe (que reúne outros 14 países-membros e mais seis associados).


Tópicos Relacionados

Escreva um comentário