Bem-vindo(a)!

Exponho aqui um pouco daquilo que tem a ver com a minha produção diária. Cada publicação, uma novidade: poesias, notícias, pensamentos, reportagens…

No corpo, na alma e no coração RSS

Um feriado pela consciência negra

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Artigos | 19/11/2014 às 23:00

Zumbi dos Palmares, ícone da resistência negra à escravidão, foi um dos principais líderes da comunidade livre formada, no Brasil Colônia, por escravos fugitivos de engenhos das Capitanias de Pernambuco e da Bahia, o Quilombo dos Palmares, onde lutou até ser morto em 20 de novembro de 1695.

Em 2011, após muito esforço do movimento negro brasileiro, a data do falecimento desse líder quilombola, que já fazia parte do calendário escolar desde 2003, passou a ser oficialmente reconhecida como o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra.

Na cidade do Natal, em particular, a Lei Municipal nº. 6.458/2014, publicada no Diário Oficial do Município do dia 29 de abril de 2014 e republicada por incorreção nos dias 26 de agosto e 29 de outubro de 2014, criou “o feriado Municipal do Dia da Consciência Negra e em homenagem ao aniversário da morte do Líder Negro e Revolucionário Zumbi dos Palmares”. Continue lendo este tópico »

O exame de ordem que reprovou o examinador

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Artigos | 17/02/2014 às 11:37

Passei cinco anos na universidade e depois mais de um mês dedicado exclusivamente à prova da segunda fase do XII Exame de Ordem Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil.

Não tive férias nem tranquilidade durante as festas de final de ano e os últimos dias que antecederam o certame, realizado no dia 09 de fevereiro, foram tensos. Tive insônia, pressão baixa, entre outros sintomas típicos nesse tipo de ocasião.

Contudo, com a certeza de que havia me preparado o suficiente para fazer uma boa avaliação, entrei na sala do exame com a tranquilidade necessária, e assim permaneci mesmo após o fiscal dizer que haveria uma errata no enunciado da peça de Direito Administrativo, área que eu havia escolhido.

De fato, fiquei surpreso ao saber que o examinador havia errado metade da prova, mas nunca imaginei que as provas começariam sem a correção desse erro. Ledo engano. Continue lendo este tópico »

A greve nas universidades [e institutos] vai continuar

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Artigos | 25/07/2012 às 18:09

Elaine Tavares (*)

Já se vai mais de um mês da greve dos trabalhadores técnico-administrativos das universidades, mas, no geral, essa parece ser uma greve invisível, porque, na mídia, quando os jornalistas falam em greve nas universidades, se referem no mais das vezes aos professores. Isso, em verdade, não se configura novidade, pois, desde sempre, a hierarquia nas universidades tende a colocar o trabalho dos técnicos sempre em segundo plano, como se esse contingente de pessoas atuasse apenas numa atividade meio, não fazendo muita diferença no resultado do trabalho educativo. Continue lendo este tópico »

O Golpe de Estado no Paraguai e a América do Sul

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Artigos | 24/06/2012 às 17:56

Carlos Eduardo Martins (*)

O golpe desferido contra o governo de Fernando Lugo é um importante sinal de alerta para as democracias e governos populares do Cone Sul.

Quais as razões para a sua imposição a nove meses do término do mandato popular do Presidente eleito, em plena realização da Rio + 20, momento de forte liderança internacional brasileira, ignorando solenemente o apelo e a presença dos chanceleres da Unasul e Mercosul em território paraguaio, bloco este com quem o Paraguai possuía, em 2007, 45% do seu comércio exterior, sujeitando-se ainda à punição pela violação de suas cláusulas democráticas, que vão da expulsão do Mercosul ao fechamento de fronteiras e interrupção do fornecimento de energia, se tomarmos em consideração o Protocolo de Ushuaia II, ratificado pelos poderes executivos de todos os seus Estados? Continue lendo este tópico »

Que tipo de país você quer para seu filho?

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Artigos | 18/10/2010 às 7:40

Isaac Newton Ribeiro de Araújo (*)

Quando digo que estão em jogo projetos de Brasil com diferenças centrais e alerto para o fato de não podermos decidir simplesmente por Serra contra Dilma e vice-versa, como se fosse uma disputa entre duas pessoas, tenho muitas razões, entre elas a que venho expor aqui.

Foi comprovado o envolvimento da candidatura Serra com integralistas, nazifascistas, exatamente quem está financiando a divulgação de calúnias, injúrias e difamações contra a candidatura Dilma, inclusive utilizando ilegalmente o nome da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil em milhões de panfletos apócrifos que vêm sendo distribuídos em igrejas e em todas as comunidades pobres do país.

Percebam, meus amigos, a que ponto chegaram. Utilizam a palavra de Deus para, mentindo, incitar o ódio, o preconceito, a desunião entre iguais. Sabia que a Polícia Federal apreendeu em uma gráfica paulista dois milhões de panfletos supostamente assinados pela seção Regional Sul 1 da CNBB? Sabia que o pedido inicial objetivava imprimir 50 milhões desse mesmo material, sujo, ilegal, escabroso, para, aproveitando-se da boa-fé do fies, declarar voto ao candidato José Serra? Pois é! Nem o Pai, o Filho e o Espírito Santo eles respeitam.

Não menos lamentável do que esse desafio à força de Deus, foi descobrir que os panfletos apreendidos foram impressos a pedido de Kelmon Luis da S. Souza, presidente da Associação Theotokos (www.theotokianos.org.br), cujo site está em nome da Casa de Plínio Salgado (www.pliniosalgado.org.br), centro integralista, nazifascista. Continue lendo este tópico »

Manuela d’Ávila: Uma análise inicial sobre o debate da Band

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Artigos | 11/10/2010 às 19:49

Candidatos durante o primeiro debate do segundo turno das Eleições 2010, nos estúdios da TV Bandeirantes (Foto: Nelson Antoine/Fotoarena)

Candidatos durante o primeiro debate do segundo turno das Eleições 2010, nos estúdios da TV Bandeirantes (Foto: Nelson Antoine/Fotoarena)

Quero escrever algumas linhas sobre o que assisti no debate de ontem. Alguns exclamarão: “como assim?!? Ela já tem candidata! É óbvio que concordará com o que Dilma disse.” A esses respondo: me sinto com o mesmo direito de análise que tem, por exemplo, o jornal Estadão (a diferença é que eles declararam o voto em Serra após 60 dias de cobertura pretensamente neutra. Eu sou Dilma desde que ela é candidata).

Esse formato de debate não abre tanto espaço para a discussão de propostas concretas. São feitos para o enfrentamento de projetos. Talvez por isso não sejam muitos os votos disputados em debates. Alguns especialistas afirmam que os candidatos participam com dois objetivos centrais: o primeiro é condensar a base de apoio, dar argumentos para quem já decidiu o voto; o segundo é não perder votos. Eu incluiria outros: responder dúvidas legítimas dos eleitores; desconstruir determinadas imagens e opiniões.

Ontem gostei da participação de minha candidata no debate. Primeiro porque usou o espaço mais nobre da eleição, a televisão, para desconstruir a campanha baixíssima feita contra ela. Continue lendo este tópico »

Marcos Coimbra: A “última hora”

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Artigos | 26/09/2010 às 20:17

Marcos Coimbra – Sociólogo e presidente do Instituto Vox Populi

Marcos Coimbra, sociólogo e presidente do Instituto Vox Populi (Foto: Kátia Lombardi/Folha Imagem)

Marcos Coimbra, sociólogo e presidente do Instituto Vox Populi (Foto: Kátia Lombardi/Folha Imagem)

Neste domingo, a apenas uma semana da eleição presidencial, temos uma parte menor do sistema político, uma parte importante (mas minoritária) da sociedade e a maioria da “grande imprensa” em torcida animada para que a “última hora” faça com que os prognósticos a respeito de seu resultado não se confirmem.

É natural que todos os candidatos, salvo Dilma, queiram que alguma reviravolta aconteça. Os três partidos que dão apoio a Serra, o PV de Marina Silva, os pequenos partidos de esquerda, todos torcem pelo “fato novo”, a “bala de prata”, algo que a golpeie. Do outro lado, a ampla coligação que Lula montou para sustentar sua candidata (e que formará, ao que tudo indica, a maioria do próximo Congresso) espera que nada altere o quadro.

Hoje, Dilma lidera em todas as regiões do país, jogando por terra as análises que imaginavam que as eleições consagrariam um fosso entre o Brasil “moderno” e o “atrasado”. Era o que supunham aqueles que leram, sem maior profundidade, as pesquisas, e acreditavam que Serra sairia vitorioso no Sul e no Sudeste, ficando com Dilma o voto do Nordeste, do Norte e do Centro-Oeste. Não é isso que estamos vendo.

Ela deve vencer em todos os estados, em alguns com três vezes mais votos que a soma dos adversários. Vence na cidade de São Paulo, na sua região metropolitana e no interior do estado. Lidera o voto das capitais, das cidades médias e das pequenas. É a preferida dos eleitores que residem em áreas rurais. Continue lendo este tópico »