Bem-vindo(a)!

Exponho aqui um pouco daquilo que tem a ver com a minha produção diária. Cada publicação, uma novidade: poesias, notícias, pensamentos, reportagens…

No corpo, na alma e no coração RSS

Novo blogue – Contínua evolução

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Bastidores | 05/05/2009 às 0:00

Há uma frase atribuída ao memorável Ayrton Senna que diz não podermos voltar atrás e fazer um novo começo, mas que podemos recomeçar e fazer um novo fim. Nenhuma outra que eu conheça, acredito, serviria melhor para inaugurar esta minha nova fase no mundo virtual, tempo de web 2.0.

De modo geral, posso considerar que guardo na vida muitos recomeços. Alguns mais, outros menos significantes, vezes por conquistar os objetivos almejados, noutras por não obter o esperado, mas, certamente, todos necessários à minha formação pessoal.

Na internet, por sua vez, não foi diferente. Para mim, que comecei a desfrutar das potencialidades da grande rede no final da última década, ela permitiu abrir novos horizontes, desbravar caminhos nunca dantes percorridos, ampliar, compartilhar e solidificar conhecimentos. Aquela ferramenta que inicialmente serviu-me para aproximar corações, logo passou a ser fonte de notícias e pesquisa, bem assim mecanismo de interação social. Continue lendo este tópico »

Novo corpo, mais alma e coração imenso

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Bastidores | 28/06/2005 às 0:46

Gente, estava mais do que na hora de deixar nosso cantinho de cara nova, né? No próximo dia 30 de julho, completa-se 1 ano e 2 meses que dei vida a este espaço e de lá para cá boas surpresas e alegrias obtive por aqui. Claro, sem uma pitadinha sua – No corpo, na alma e no coração – nada disso poderia acontecer. Compreendo tenho divulgado mais o flogue, mas continuarei dando sempre um jeitinho para cuidar dos dois.

Sim… Vamos para um ponto importante. O que achou das mudanças? Eu gostei, mas sua opinião é indispensável, tá?

Comentem!!! Comentem bastante!!! Só assim vou saber se gostaram.

Minha flor amada

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Bastidores, Poesias | 30/04/2004 às 19:17

Na aurora do dia
Com uma flor me encontrei
Fixamente
Para ela olhei
Tomei coragem
Me aproximei
Batemos um papo
Curto, mas valeu
Pois era aquela flor
Quem hoje
É o meu grande amor.

Isaac Ribeiro

– Imprescindível começar meu contato com vocês expondo este poema. Afinal, estarei completando 18 anos na próxima quinta-feira – 06 de maio – e nessa trajetória, com certeza, ele marcou bastante.

Foram com estas palavras que descrevi os primeiros passos de um amor que começara há quatro anos. E foi este amor motivo inspirador de outros passos primeiros… nos caminhos da poesia.

Paixão é o amor que passa; amor é a paixão que para sempre a gente guarda.

Tá guardado… Tá marcado… No coração!