Bem-vindo(a)!

Exponho aqui um pouco daquilo que tem a ver com a minha produção diária. Cada publicação, uma novidade: poesias, notícias, pensamentos, reportagens…

No corpo, na alma e no coração RSS

Como se fosse a primeira vez

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Entretenimento | 26/11/2004 às 0:59

Desde que te conheci
naquelas tardes vendo o sol se pôr
que eu procuro descobrir
novas maneiras de cantar o amor

sempre tantas emoções
uma aventura que não tem mais fim
que eu celebro nas canções
que eu fiz e que você fez pra mim

te falei de todos os detalhes
do meu ciúme da minha paixão
minhas viagens pelos sete mares
começo de um namoro no portão

te falei dos beijos no cinema
foi só por isso que eu corri demais
com a cabeça cheia de problemas
além do horizonte encontro a paz

a mesma paz que o seu sorriso
me traz na hora de dormir
é tudo aquilo que eu preciso
e eu já não posso mais fugir

falei dos traumas, almas gêmeas
da hora de se despedir
falei de sexo, macho e fêmea
e eu não vou me repetir

e não vou dizer mais nada
feche os olhos e me beije outra vez
minha amiga amante amada
o amor faz suas próprias leis
nos amamos como se fosse a primeira vez

Michael Sullivan / Paulo Ricardo

Processo seletivo na Volkswagen do Brasil

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Crônicas | 23/11/2004 às 1:21

A redação abaixo foi desenvolvida por um candidato num processo de seleção. O teste solicitava que ele fizesse uma redação sobre o tema: “Qual a sua experiência?”

Ele foi aprovado e seu texto está fazendo sucesso e ele com certeza será sempre lembrado pela sua criatividade, sua poesia e acima de tudo pela sua alma.

Já fiz cosquinha na minha irmã só pra ela parar de chorar, já me queimei brincando com vela.

Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto, já conversei com o espelho, e até já brinquei de ser bruxo.

Já quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista. Continue lendo este tópico »

Marcou minha vida

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Mensagens | 20/11/2004 às 14:51

A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios... Charles Chaplin

CEFET-RN – Ensino médio tecnológico em 2005

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Educação | 20/11/2004 às 12:49

O Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte (CEFET-RN) abrirá o ano de 2005 com uma novidade: o ensino médio passará a ser oferecido de forma articulada com o ensino técnico. Além disso, metade das vagas dos cursos tecnológicos e de licenciatura será destinada aos alunos da rede pública.

A mudança se tornou possível com a publicação do Decreto nº 5.154, de 23 de julho de 2004, que possibilita a integração dos ensinos médio e técnico, a instituição decidiu oferecer a educação profissional técnica de nível médio de forma articulada com o ensino médio. Continue lendo este tópico »

Principais notícias do ano que você nasceu

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Entretenimento | 16/11/2004 às 12:24

Gostaria de saber as principais notícias que eram manchete no dia, mês ou ano que você nasceu, os filmes que estavam em cartaz e as músicas que eram sucesso?

Clique no endereço abaixo, escreva seu nome, data de nascimento, aperte em “consultar” e confira!

Muito legal.

http://istoe.terra.com.br/gentedinamica/aniversario/index.asp

O elefante acorrentado

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Mensagens | 16/11/2004 às 0:36

Você já observou elefante no circo?

Durante o espetáculo, o enorme animal faz demonstrações de força descomunais.

Mas, antes de entrar em cena, permanece preso, quieto, contido somente por uma corrente que aprisiona uma de suas patas a uma pequena estaca cravada no solo.

A estaca é só um pequeno pedaço de madeira. E, ainda que a corrente fosse grossa, parece óbvio que ele, capaz de derrubar uma árvore com sua própria força, poderia, com facilidade, arrancá-la do solo e fugir. Que mistério!!!

Por que o elefante não foge? Continue lendo este tópico »

Homenagem

Por Isaac Ribeiro | Categoria(s): Poesias | 06/11/2004 às 12:32

Criança

Sou criança
Não tenho lazer
Passo o dia trabalhando
Não tenho tempo pra nada
Nunca freqüentei uma escola
Nem apenas meu nome
Aprendi a escrever.

Tenho direitos
Isso eu sei e todos sabem
Mas, o que adianta
Não são respeitados
Ninguém obedece as leis.

Estou crescendo, crescendo
Não vejo nenhuma mudança
Tudo parece estar como era antes
Que pena
Nada posso exigir
Ninguém me escuta
Quando falo
Me chamam de criança.

Isaac Ribeiro

De criança a adolescente

Realmente,
pouco me adiantou o passar dos anos
Por não saber ler, nem escrever
Trabalho pra mim não aparece
A maneira de antes já não quero mais.

E como preservo com determinação
a única coisa que possuo nessa vida
A obra divina arquitetada por Deus
– a minha virgindade
Estou quase morrendo de fome
Aos 17 anos de idade.

Agora, reluto de luto
Sei que isto não passa de uma
injustiça social
E na contramão da permissividade
Ainda tenho sonhos e esperanças
De junto a este país poder crescer.

Isaac Ribeiro Continue lendo este tópico »