Novo blogue – Contínua evolução

Há uma frase atribuída ao memorável Ayrton Senna que diz não podermos voltar atrás e fazer um novo começo, mas que podemos recomeçar e fazer um novo fim. Nenhuma outra que eu conheça, acredito, serviria melhor para inaugurar esta minha nova fase no mundo virtual, tempo de web 2.0.

De modo geral, posso considerar que guardo na vida muitos recomeços. Alguns mais, outros menos significantes, vezes por conquistar os objetivos almejados, noutras por não obter o esperado, mas, certamente, todos necessários à minha formação pessoal.

Na internet, por sua vez, não foi diferente. Para mim, que comecei a desfrutar das potencialidades da grande rede no final da última década, ela permitiu abrir novos horizontes, desbravar caminhos nunca dantes percorridos, ampliar, compartilhar e solidificar conhecimentos. Aquela ferramenta que inicialmente serviu-me para aproximar corações, logo passou a ser fonte de notícias e pesquisa, bem assim mecanismo de interação social.

Numa constante evolução, passei do webmail ao gerenciador de emeios e através dele aos grupos de notícias, das conversas pelo mIRC a operador de canais, de “usuário” a webmaster, de leitor e ouvinte a organizador de jornais – com destaque para o “JOrNal Ex-CaladOs” -, boletins e rádio online, do ICQ ao Windows Live Messenger e afins, e, paralelamente, conheci o mundo dos blogues, flogues e redes sociais.

É correto deduzir que fui deixando vários destes expedientes para trás, mas a um deles sempre dediquei cuidado especial: o blogue No corpo, na alma e no coração, que hoje recebe visual moderno e recursos da chamada web 2.0, “uma forma diferente de construir aplicações”, “um novo paradigma na utilização e criação de web sites mais participativos e colaborativos”.

Dentre as mudanças aqui ocorridas, relaciono abaixo as mais interessantes.

  1. Uso de cores mais claras, mais leves, mantendo, porém, os tons de marrom;
  2. Instituído um ícone favicon para melhor distinção do blogue;
  3. Criado um menu principal no cabeçalho;
  4. Criado o mapa de navegação;
  5. Disponibilizadas diversas opções de contato, inclusive, um formulário;
  6. Possibilitado o acompanhamento das atualizações do blogue por RSS feeds;
  7. Criado um boletim de notícias para você poder cadastrar-se e receber todas as nossas novidades por emeio;
  8. Implantado um sistema de pesquisa de conteúdo interno;
  9. Possibilitada a tradução do blogue para 14 idiomas;
  10. Facilitado o acesso ao arquivo de conteúdo;
  11. Disponibilizadas opções de compartilhamento de tópico por emeio ou pelas principais redes sociais; e
  12. Melhorado o sistema de comentários.

Quem acompanha este blogue e continuou a visitá-lo durante a semana – mantive acessível no transcorrer da transição -, pôde perceber que muita coisa foi testada e nem tudo prevaleceu, mas estejam certos de que a evolução continua e melhorias serão feitas continuamente.

E você, o que achou do novo blogue? As cores estão legais? O tempo de carregamento dele é satisfatório? Você conhece algum recurso interessante que daria certo aqui? O blogue apareceu desconfigurado no seu navegador? Deixe sua opinião e vamos construir juntos no corpo, na alma e no coração.

Em breve colocarei os tópicos anteriores!


Tópicos Relacionados

7 Thoughts to “Novo blogue – Contínua evolução”

  1. Salusa Ribeiro

    Ah, Isaac há dias era para lhe escrever da minha alegria da leitura do seu blogue. É um trabalho que dentro de sua singularidade, emite luz àqueles que ainda não estão na claridade total dos saberes acadêmicos, ou mesmo populares. Vale, pois continuar no seu esforço de acadêmico em demanda de grande futuro, na construção de sonhos valorosos de viver.

    Responder

  2. Silvana Vasconcelos

    Olá Isaac, meu caro JUSFILOSOFO da UnP…eu entrei em seu site mais por curiosidades, mas adorei…temos algo em comun: escrever…adoro! Poesias então? Quando me sinto feliz, escrevo de amor…quando estou triste, escrevo sobre saudades…mas, gosto de registrar todos os meus momentos. Pois é, caro colega de faculdade e de profissão ( se a UnP permitir, porque Deus quer), gostaria de parabenizá-lo por por tudo que vi e li aqui, vc é realmente oque eu imaginei que fosse, JIMMY NEUTRON…super gênio rssss. Ah, que tal vc postar assuntos que discutimos em sala, para um ajudar o outro a pensar o DIREITO, a NORMA…etc. Um grande abraço,
    Sil

    Responder

    GravatarIsaac Ribeiro respondeu dia 13 de maio de 2009 às 12:51:

    Jusfilósofo? :-p Gentileza sua. Amor e saudades também são temas recorrentes em minhas poesias, que além disso falam de política, cotidiano, entre outros.

    Quanto a Jimmy Neutron, fui apresentado a ele ano passado. Brincadeira. É que meus colegas de SOS Informática, empresa na qual trabalhei quase dois anos e meio, designavam-me assim. Pura gentileza deles. rsrsrs

    Boa ideia escrever aqui sobre assuntos discutidos em sala. Só não me comprometo em começar de imediado, porque estou na semana jurídica e pretendo o mais rápido possível transferir as postagens anteriores pra cá. De qualquer forma, logo poderemos maximizar este espaço como interação e fonte de conhecimento jurídico.

    Grande abraço.

    Responder

  3. Eu achei que você poderia escurecer um pouco mais a letra das postagens.
    Vê se consegue colocar um playlist..
    ;D

    •E não esquece de fazer um ícone favicon para mim! ^^

    Responder

    GravatarIsaac Ribeiro respondeu dia 6 de maio de 2009 às 10:07:

    Obrigado, Déborah, acabei de escurecê-las. O playlist será adaptado tão logo seja possível. Sigo procurando pela melhor maneira de colocá-lo no blogue.

    Ah, farei sim. Passe uma idéia. 😀

    Beijos.

    Responder

  4. Olá, Primo!

    Dando uma conferida na sua nova página. Está legal, mas, como vc perguntou, eu, pessoalmente, não gosto muito de blogs tão brancos. Tornou-se muito comum e eu acho sem graça. Creio que seria mais interessante colocar elementos que deem mais vida à página, além de deixá-la mais personalizada. Um abraço e sucesso!

    Responder

    GravatarIsaac Ribeiro respondeu dia 6 de maio de 2009 às 10:02:

    Valeu, Fabinho. Parece brincadeira, mas a maioria prefere fundo claro. É verdade que tornou-se comum, sendo que passei uns 4 anos com o tema anterior e o fundo escuro era “recordista” de reclamações. Quanto aos elementos para dar mais vida ao blogue, as imagens que virão com os tópicos deverão ajudar.

    Um abraço.

    Responder

Deixe um Comentário

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.